franquia ou negocio proprio
abstract blur in coffee shop for background

Dono de franquia ou negócio próprio?

Afinal, qual o melhor investimento? Franquia ou negócio próprio? 

Esta resposta deveria ser SIM! Pois na franquia o investidor recebe uma marca pronta. Um modelo de negócios testado e aprovado pelo mercado, que já é conhecido pelos clientes. Além de uma gama de produtos e serviços desenvolvidos, fornecedores homologados, treinamentos, manuais e suporte para tirar dúvidas e resolver problemas.

Mas tudo isso não significa que a dedicação será menor. Mesmo sendo uma franquia, você ainda será o dono.

Quer saber como ser o melhor dono e levar sua franquia longe? A gente te conta agora!

O olho do dono engorda o boi

O velho ditado: o olho do dono engorda o boi, significa que quando o dono do negócio está presente e supervisionando as atividades de seus funcionários, eles trabalham mais, rendem mais e são mais pontuais, ou seja, a produtividade é maior.

Isso também vale para franquias. Mesmo começando de um ponto de partida muito mais avançado do que se fosse criar um negócio do zero, em uma franquia, o empreendedor terá que ter comprometimento, envolvimento e responsabilidade sobre a gestão e os resultados do empreendimento.

Seu comprometimento e dedicação serão a alma do negócio!

A Lei de Franquias deixa isso bem claro no Art. 1º. Segundo este, o franqueado é responsável legal pela franquia e seus funcionários. Dessa forma, estando sujeito às regras da franqueadora e cláusulas de contrato. O franqueado, portanto, obedece às leis e às regras da franqueadora. Inclusive, existem franqueadoras que expressam em contrato a obrigatoriedade de o franqueado estar presente na operação em horário comercial ou por um montante mínimo de horas.

Isto é, seja um dono presente. Fique atento aos seus negócios, cuide para que tudo ocorra bem e lembre-se: o olho do dono engorda o boi.

Franquia: um negócio pronto

 É comum escutar um interessado em franquia dizer: “Franquia é mais fácil, pois já está tudo pronto”.

Sim, é correto imaginar que, em um modelo de franquias, a maior parte daquilo que um empreendedor precisa para desenvolver um novo negócio já vem pronto.  Ademais, em uma rede de franquias, o empreendedor conta com auxílio e suporte para a execução de uma série de atividades importantes que não estão diretamente ligadas ao dia a dia da operação da unidade.

Podemos citar alguns exemplos disso, tais como pesquisa e desenvolvimento de novos produtos ou serviços, ações institucionais para a promoção da marca, campanhas de marketing e comunicação, desenvolvimento de fornecedores e desenvolvimentos de sistemas de informação, entre outros. Ou seja, a rede franqueadora se responsabiliza por uma série de funções e atividades que o empreendedor teria que também assumir, caso empreenda por conta própria.

Comprometimento

 Então, não devemos ficar em cima do muro. A resposta é SIM!

Ser dono de uma franquia é mais fácil do que ter um negócio próprio. Mas não se engane em pensar que uma operação de franquia roda sozinha.

Saber o quanto de tempo e energia será necessário dedicar para ser dono de uma franquia, além de outros fatores, é fundamental na escolha de uma franquia. E para ajudá-lo nessa decisão desenvolvemos o Programa Mentoring Empreendedor para franquias.

—–

Então, deseja conhecer mais sobre nosso serviço de Mentoring Empreendedor? Clique aqui e veja como podemos te ajudar!

Talvez você goste também

Deixe um comentário